• Assessoria Jurídica

    Assessoria Jurídica

    Mantemos uma Assessoria Jurídica com toda a estrutura necessária para auxiliar suas ações judiciais.

  • Emissão de Guias

    Emissão de Guias

    Matenha sempre em dias suas contribuições, faça aqui a impressão de suas guias de pagamentos.

  • Bolsa de Empregos

    Bolsa de Empregos

    Conheça nossas vagas e começa a trabalhar no comércio de Jaraguá do Sul hoje mesmo.

  • Perguntas Frequentes

    Perguntas Frequentes

    Comerciários conheça aqui as principais duvidas dos trabalhadores no comércio.

  • Sede Campestre

    Sede Campestre

    Conheça a sede campestre do Sindicato com Campo de futebol, parque infantil, Salão de festas, Choupanas para lazer e esporte das famílias de comerciários.

  • Manual

    Manual

    Faça o download do manual de direitos dos trabalhadores no comércio.

Reajuste Salarial 2017/2018



E agora, como ficam os seus direitos?


Convenção Coletiva ainda tem força de Lei!
Convenção Coletiva de Trabalho não é apenas aumento de salário. Trata-se de uma série de cláusulas que garantem nossos direitos gerais enquanto trabalhadores. É na Convenção que encontramos a obrigatoriedade, por exemplo, do patrão fornecer lanche quando em hora extra de trabalho, entre outros direitos importantes no cotidiano do comerciário.
---
Atendimento somente para quem contribuir
Mais do nunca precisamos estar unidos para resistir e lutar contra a absurda retirada de direitos trabalhistas denominada de Reforma Trabalhista, mas que não passa do maior desmonte de direitos que se tem notícia.
Essa maldade retira 117 direitos previstos na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e vai transformar sua vida laboral em escravidão. A Lei 13.467 entra em vigor em 11 de novembro e, entre outras coisas, inviabiliza o sustento do Sindicato.
Todo mundo sabe que o Sindicato luta por todos e mesmo os que não contribuem são beneficiados pelos ganhos e avanços obtidos na luta sindical. Pois bem, a Lei da Reforma Trabalhista vai impedir que o Sindicato atenda quem não contribui e, depois que essa Lei entrar em vigor, o Sindicato vai restringir os benefícios da luta sindical aos trabalhadores que estiverem contri-buindo efetivamente com a entidade.
---
Patronal oferece apenas 2,08% de reajuste salarial, por este motivo ainda não foi fechada a negociação
A data-base é um dos momentos mais importantes para o Sindicato e também para a classe trabalhadora, porque é nesse período do ano que negociamos aumento de salário e melhorias no ambiente de trabalho, entre outros direitos.
Infelizmente, este ano a classe patronal está se negando a conceder reajuste de salário digno e insiste em oferecer apenas a inflação, de 2,08%, índice baixo demais para podermos aceitar. 
Em termos reais, esse percentual representa apenas R$ 26,56 de reajuste salarial para os comerciários - menos do que uma caixa de leite em qualquer supermercado.

O trabalhador sempre espera o ano inteiro para receber o reajuste salarial a ser negociado pelo Sindicato.

Porque o patrão só concede aquilo que o Sindicato negocia. 

Trabalhador não precisa de esmola, precisa de valorização e vamos lutar para conseguir o mínimo de dignidade.

Estamos tentando negociar desde o início de agosto e, até agora, nada do patrão queres dar aumento real aos seus trabalhadores.




A nossa pauta de reivindicações foi aprovada nas Assembléias Gerais realizadas durante o mês de junho e um dos pontos de maior relevância é o aumento real de salário sem redução de direitos. Nada mais justo, diante de um quadro positivo para a classe patronal, que está abrindo novos postos de trabalho na cidade.
Em contrapartida, apesar da inflação em baixa, não se entende porque os preços dos gêneros básicos à sobrevivência só têm aumentado. Está na hora do patrão entender que manter uma boa relação com o trabalhador ajuda nos negócios. 

O trabalhador é responsável por essa riqueza gerada. Se o trabalhador deixar de existir, o lucro e a renda do patrão também deixam de existir.
---
Temos que resistir e lutar pela dignidade da classe trabalhadora

VOCÊ ACHA JUSTO, SEU PATRÃO OFERECER SOMENTE 2,08%?
Os preços dos produtos em geral disparam na prateleira de supermercados. Itens que compõem a cesta básica de alimentos, como café, tomate, carne, além dos combustíveis, gás de cozinha, energia elétrica... Tudo sobe, afetando nosso dia a dia. 

Mas os patrões estão insensíveis a esta realidade e oferecem somente 2,08% de reajuste, depois de um ano sem qualquer aumento em nossos salários. 

De acordo com a Constituição Federal, o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia,saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência. O Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário. Em julho de 2017, o mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.810,36, ou 4,07 vezes o mínimo de R$ 937,00.


Leia mais ...

Sesc oferece creche em Jaraguá do Sul


O Sesc em Santa Catarina passa a oferecer em Jaraguá do Sul um novo serviço: a Creche Sesc. As vagas são destinadas a crianças de seis meses a 24 meses, em tempo integral, de segunda a sexta-feira.




Leia mais ...

8º Torneio de Integração do Comerciário e Festa do Dia do Trabalhador

8º Torneio de Integração do Comerciário e Festa do Dia do Trabalhador Segunda-feira Feriado 01-05-2017 Entrada franca aos trabalhadores do comécio - Sede campestre do sindicato do comércio Torneios de Bocha – Truco – Dominó – Vôlei – Futebol Society No almoço um delicioso porco a paraguaia gratuito (levar talheres) Brincadeiras com o CIRCO DO SESC, piscina de bolinhas, escorregador, cama elástica.



Leia mais ...

CARNAVAL - ACORDO FECHAMENTO DAS LOJAS



Conforme solicitação do CDL segue acordo para o Carnaval 2017



Leia mais ...

FÉRIAS COLETIVAS



Férias no Sindicato



Leia mais ...

HORÁRIO DE NATAL 2016

Acordo Coletivo para Prorrogação de Horário de Trabalho Especial




Leia mais ...

FECHADO CCT 2016/2017 - COMÉRCIO VAREJISTA - FARMÁCIAS - COOPER - ATACADISTA - CONCESSIONÁRIAS



Segue as duas convenções coletivas já fechadas, na data de hoje 16.08.2016 em breve publicaremos os números de registro do MTE, a convenção na integra!


REGISTRO MTE - MR055373/2016  
CCT 2016/2017 COMÉRCIO VAREJISTA JARAGUÁ DO SUL, CORUPÁ, MASSARANDUBA, GUARAMIRIM E SCHROEDER 
(link download texto PDF) 
(link download imagem assinada) 

O Salário Normativo da categoria a partir de 1º de agosto de 2016 obedecerá ao seguinte critério:
INICIAL R$1.133,00
APÓS 3 MESES R$ 1.277,00
QUEBRA DE CAIXA R$191,55
Salário acima do piso serão corrigidos pelo percentual de 9,56% a ser aplicado no mês de agosto de 2016, a incidir sobre os salários do mês de julho de 2016.


REGISTRO MTE - MR056968/2016 
CCT 2016/2017 FARMÁCIAS JARAGUÁ DO SUL, CORUPÁ, MASSARANDUBA, GUARAMIRIM E SCHROEDER (link download)

O Salário Normativo da categoria a partir de 1º de agosto de 2016 obedecerá ao seguinte critério:
INICIAL R$1.133,00
APÓS 3 MESES R$ 1.278,00
QUEBRA DE CAIXA R$191,70
Salário acima do piso serão corrigidos pelo percentual de 9,56% a ser aplicado no mês de agosto de 2016, a incidir sobre os salários do mês de julho de 2016.

CCT 2016/2017 COMÉRCIO ATACADISTA JARAGUÁ DO SUL, CORUPÁ, MASSARANDUBA, GUARAMIRIM E SCHROEDER (link download)

O Salário Normativo da categoria a partir de 1º de agosto de 2016 obedecerá ao seguinte critério:
INICIAL R$1.133,00
APÓS 3 MESES R$ 1.278,00
QUEBRA DE CAIXA R$255,60

Salário acima do piso serão corrigidos pelo percentual de 9,56% a ser aplicado no mês de agosto de 2016, a incidir sobre os salários do mês de julho de 2016.

CCT 2016/2017 CONCESSIONÁRIAS JARAGUÁ DO SUL, CORUPÁ, MASSARANDUBA, GUARAMIRIM E SCHROEDER (link download)

O Salário Normativo da categoria a partir de 1º de agosto de 2016 obedecerá ao seguinte critério:
INICIAL R$1.139,00
APÓS 3 MESES R$ 1.320,00
QUEBRA DE CAIXA R$264,00

Salário acima do piso serão corrigidos pelo percentual de 9,56% a ser aplicado no mês de agosto de 2016, a incidir sobre os salários do mês de julho de 2016.

CCT 2016/2017 COOPER JARAGUÁ DO SUL

O Salário Normativo da categoria a partir de 1º de agosto de 2016 obedecerá ao seguinte critério:
INICIAL R$1.133,00
APÓS 3 MESES R$ 1.280,00
QUEBRA DE CAIXA R$192,00
AUXILIO CRECHE R$117,00
Salário acima do piso serão corrigidos pelo percentual de 9,56% a ser aplicado no mês de agosto de 2016, a incidir sobre os salários do mês de julho de 2016.


SINDICATO DO COMÉRCIO DE JARAGUÁ DO SUL E REGIÃO
www.facebook.com/sindicatodocomercio
www.secjaragua.com.br
47 3371-1555






Leia mais ...

Intersindical de Trabalhadores realiza Plenária sobre Plataforma eleitoral “Municípios para as Pessoas”

A Plenária da Intersindical dos Trabalhadores de Jaraguá do Sul e Região “Municípios para as Pessoas”, realizada na noite do dia 23 de agosto, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores de Alimentação, decidiu que o movimento sindical precisa manifestar sua posição em relação às eleições municipais de 2016. As entidades sindicais irão informar aos trabalhadores de todas as categorias o tipo de sociedade que a classe trabalhadora quer e precisa e as estratégias para alcançar esse objetivo.

“É preciso valorizar as pessoas, antes do crescimento econômico, do mercado, das empresas e indústrias”, defendem os sindicalistas, “que o município onde nascemos ou adotamos, onde convivemos e construímos afetos tenha o serviço público como eixo central das políticas de proteção e integração social”.

A Plenária “Municípios para as pessoas” contou com palestra do presidente da Federação dos Trabalhadores no Comércio de Santa Catarina (Fecesc), Francisco Alano e a participação de representantes de todos os Sindicatos da região. “O poder está nas mãos de quem tem estratégia”, advertiu Alano, lembrando que o vereador tem que interagir com os movimentos sindical, social e com as associações de moradores.Plenária Intersindical 23ago16



Proteger os Direitos Humanos, promover a igualdade de gênero, combater a corrupção e a sonegação de impostos, defender a justiça fiscal, as reformas política e tributária integram a plataforma eleitoral defendida pela Intersindical dos Trabalhadores. Em relação ao emprego, as entidades sindicais defendem a realização de Concursos Públicos como forma de combater a terceirização de serviços, adoção de medidas de Saúde e Segurança no Trabalho, a criação do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), além de políticas de formação para os trabalhadores e o combate ao assédio moral e sexual no trabalho.

A plataforma da Intersindical inclui ainda pontos em relação à igualdade de direitos, à Educação (escola em período integral, 100% de vagas em creches, a formação continuada de professores), à vida saudável e bem-estar (acesso universal aos serviços de saúde, prevenção ao uso de drogas e álcool, programas de Educação no trânsito, ampliação das Academias nas Praças e bairros das cidades), gestão sustentável (resíduos sólidos, água e saneamento, arborização de áreas degradadas e instituir programas de educação ambiental nas escolas e comunidades), respeito aos Direitos Humanos, garantia de acesso à moradia a preço acessível, melhoria do transporte coletivo urbano, auxílio transporte para o trabalhador desempregado e a valorização do transporte de bicicletas.

Além da transparência e controle social (mecanismos de combate à sonegação de impostos, inibição de desvios e desperdício de recursos públicos e criação de instrumentos de participação popular no planejamento das políticas públicas).
Fonte: Informa Editora




Leia mais ...

12 BAILE DO COMÉRCIO DE JARAGUÁ DO SUL




Leia mais ...